Aranhas e Escorpiões

ESCORPIÕES

Tityus stigmurus_escorpiao-amarelo

Tityus stigmurus, escorpião-amarelo 

Os escorpiões constituem um grupo de animais reconhecidos pela presença de uma cauda portadora de um aguilhão, onde glândulas de veneno estão presentes. Estes venenos possuem ação neurotóxica e baixo peso molecular, resultando em uma rápida ação. Por este motivo, acidentes com escorpiões em seres humanos requerem atenção imediata e acompanhamento médico devido. Para evitar estes acidentes, é importante manter quintais limpos (livres de lixo e material de construção acumulados), jardins e casa bem cuidados (evitando a presença indesejada de grilos, baratas e outros insetos, que servem de alimento para escorpiões) e ainda vistoriando-se cuidadosamente roupas e calçados antes do uso.

ARANHAS

Aranha-marrom_Loxosceles amazonica

Aranha-marrom, Loxosceles amazonica 

Aranha-caranguejeira_ Lasiodora

Aranha-caranguejeira, Lasiodora sp. 

As aranhas constituem um grupo de animais reconhecimentos pela construção de teias de diferentes formatos e usos, bem como pela presença de venenos. Os venenos das diversas espécies podem possuir ação variada, agindo tanto localmente quanto de forma sistêmica pelo corpo humano. As aranhas-caranguejeiras são popularmente temidas pelo seu tamanho grande e pela presença de pelos urticantes, que podem desencadear reações alérgicas variadas. No entanto, seu veneno representa pouco perigo a seres humanos. As aranhas-marrom, que possuem um tamanho reduzido (cerca de 2cm), possuem veneno de ação dermonecrótica, podendo ocorrer raras reações sistêmicas levando à falência renal. Pela variedade de reações adversas neste tipo de acidentes em seres humanos, envenenamentos causados por mordidas de aranhas requerem atenção imediata e acompanhamento médico devido. Para evitar estes acidentes, é importante manter quintais limpos (livres de lixo e material de construção acumulados), jardins e casa bem cuidados (evitando a presença indesejada de grilos, baratas e outros insetos, que servem de alimento para aranhas) e ainda vistoriando-se cuidadosamente roupas e calçados antes do uso.

* Comentários:  Leonardo Carvalho/UFPI (Especialista em taxonomia e ecologia de comunidades e populações de Arachnida).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>