Controle Integrado de pragas urbanas

O termo Controle Integrado de Pragas (CIP) é oriundo da terminologia utilizada na área Agrícola, onde se adotou a metodologia do Manejo Integrado de Pragas (MIP) que atualmente é usado na defesa fitossanitária.

O MIP foi proposto com o objetivo de um controle de pragas racional e eficiente, promovendo benefícios ao ambiente, ao homem e o menor risco de contaminação. Manejo – traduz a ideia do uso de um conjunto de regras baseadas em princípios ecológicos, considerações econômicas e sociais para a tomada de decisão sobre o controle; Integrado – significa o uso harmonioso de diferentes métodos para o controle de uma determinada espécie de organismo e Pragas – significa todos os organismos conflitantes com o interesse do homem.

A definição adotada pelo painel da FAO enuncia: ‘Manejo Integrado de Pragas é o sistema de manejo de pragas que no contexto associa o ambiente e a dinâmica populacional da espécie, utiliza todas as técnicas apropriadas e métodos de forma tão compatível quanto possível e mantém a população da praga em níveis abaixo daqueles capazes de causar dano econômico”.

O manejo integrado ou controle integrado de pragas tornou-se o paradigma preferencial para as atividades que visam a atenuar o impacto de pragas – doenças de plantas, ervas daninhas e animais vertebrados ou invertebrados – na produção agrícola, na saúde humana e veterinária, e nas estruturas urbanas e rurais.

O CIP é hoje perfeitamente adequado as pragas urbanas e preconiza os princípios originais para o manejo racional de pragas urbanas. Adotado e utilizado por especialistas em pragas urbanas.

Para a operacionalização do MIP ou CIP é fundamental a correta identificação da pragas, o conhecimentos sobre sua biologia e ecologia, e o relacionamento com os diferentes ambientes infestados.

A EcoTec pragas urbanas realiza o Controle Integrado de Pragas (CIP) em cinco fases distintas:

  1.  Inspeção;
  2.  Identificação;
  3. Medidas corretivas e preventivas;
  4. Controle das pragas identificadas;
  5. Avaliação e monitoramento.